Aumentando as chances de preservar a vida

O Banco de Sangue de São Paulo se responsabiliza por todas as transfusões realizadas em nossos hospitais parceiros. As unidades de hemocomponentes são encaminhadas a cada hospital conforme a necessidade dos pacientes. Antes da aplicação de qualquer componente, porém, são realizados diversos exames pré-transfusionais, como tipagem sanguínea, pesquisa de anticorpos irregulares, retipagem da unidade a ser transfundida e provas de compatibilidade sanguínea. Isso garante que o paciente pode receber a unidade selecionada.

Cada etapa do processo transfusional é registrada com código de barras e informatizada, de forma que tudo possa ser checado com agilidade. Isso assegura controle rigoroso e proporciona total segurança para médicos e pacientes.

Confira no quadro abaixo a compatibilidade dos tipos sanguíneos para transfusão.

Sorologia

Seguindo as normas do Ministério da Saúde, todas as bolsas de sangue coletadas pelo Banco de Sangue de São Paulo são submetidas a uma triagem sorológica, a fim de detectar agentes infectocontagiosos que possam ser transmitidos aos pacientes por meio de transfusão.As Análises incluem pesquisa de hemoglobinas anormais, além de testes para as seguintes doenças:

  • Sífilis
  • Hepatites B e C
  • Doença de Chagas
  • HIV
  • HTLV I e II

Além disso, por meio da biologia molecular conseguimos realizar uma triagem mais precisa do sangue coletado em doações, minimizando os riscos de transmissão de agentes infecciosos nas transfusões realizadas.

Home Voltar